Black Friday não é só para os grandes lojistas

Opinião: Diretora executiva da Trend Marketing, Caroline Brogni

As promoções do Black Friday caíram nas graças dos brasileiros. Apesar de ser mais antigo nos Estados Unidos, onde é promovido desde a década de 50, a cultura de promoções no período final do mês de novembro enfrentou resistências no Brasil que a cada ano vão sendo superadas. Hoje, é uma das datas que o comércio mais vende no Brasil. Segundo pesquisa recente da Folha de São Paulo houve um crescimento de 16% no volume de vendas nas lojas on line e 8% nas lojas físicas no ano passado, na comparação com anos anteriores. A prova do crescimento de importância da data no Brasil é que, em 2016, a data foi responsável pelo segundo maior faturamento em e-commerce no país.

Um dos aspectos mais importantes é lembrar que apesar de todo sucesso, muitos pequenos empreendedores ainda ficam de fora acreditando ser uma estratégia bem sucedida, mas apenas para as grandes lojas ou redes do varejo. Mantidas as proporções, todos podem sair ganhando desde que usem as estratégias corretas e as ferramentas adequadas. Uma boa infraestrutura para questões de logística e entrega é o cuidado mais importante a ser tomado, uma vez que esses foram os pontos fracos mais comuns em ações realizadas no passado.

Outro cuidado relevante é evitar algumas práticas equivocadas feitas por lojistas no que ficou conhecido como promoção da “metade do dobro”, ou seja, aumenta o preço para depois diminuir oferecendo um suposto benefício. A transparência é fundamental para credibilidade dos negócios. Hoje, é possível através do uso de ferramentas verificar se o preço realmente é promocional ou não e o consumidor não perdoa ao ver que está sendo enganado.

Para pequenas empresas a dica é negociar com fornecedores para que possam participar das ações. A promoção deixou de ser exclusividade das lojas virtuais e ganhou espaço também em lojas físicas. Assim, não há limite para a imaginação, sendo possível atuar em qualquer segmento. Convém lembrar a importância de estudar detalhadamente a capacidade de atendimento à demanda que virá nas promoções. É indispensável que o consumidor seja avisado quando há um estoque limitado, isso evita que o cliente crie uma expectativa indo até o estabelecimento e não encontre o que procurava. Tomados esses devidos cuidados, é hora de investir na promoção, atrair e, por que não, fidelizar o seu cliente a partir dessa ação.

0Shares

NÃO ESQUEÇA DE DEIXAR SEU COMENTÁRIO

É muito importante pra gente saber sua opinião

MAIS DA SOL FM