Em entrevista, Fábio Porchat se define machista: “Todo homem é”

Na noite de terça-feira, 23 de abril, a apresentadora Luciana Gimenez recebeu Fábio Porchat no seu ‘Luciana by Night’. Em bate-papo, o apresentador e afirma que não ficou chateado devido o pouco tempo de vida que o seu talk show teve na Record – entre 2016 e 2018 -, e acredita que a decisão foi tomada de forma consciente por parte da cúpula do canal paulista.

“Toda vez que dou entrevista querem que eu fale mal da Record. Toda emissora tem problema, não é essa a questão. Achei que o programa estava bom, a crítica falando bem, o público gostando… Foi uma decisão artística, totalmente consciente. Saí da Record de boa. Falei ‘não quero ter um programa com audiência, que falem bem, quero dizer eu gostei”, avaliou.

Sem papas na língua e sempre se posicionando que lhe diz respeito, Porchat se manifestou à respeito do politicamente correto. “Não é ruim, ele te faz pensar… Não é muito ruim a gente falar uma coisa que a gente nem pensou? É melhor falar o que pensou. Em 2020 a pessoa quer lutar para fazer uma piada racista?”, questionou o humorista, que foi alvo de indiretas de Danilo Gentili recentemente.

Ele avalia que o modo no qual as coisas estão em produção está diferente do que se via antes. “Não existe isso de que fazer humor está difícil. Acho que os tempos mudaram para todo mundo… Está tudo diferente, mas a gente tem que se adaptar”, disse.

Porchat ainda falou do tabu dos homens e do machismo imposto na sociedade – o que vem tentando ser derrubado até os dias de hoje. Ele surpreendeu ao afirmar que se declara machista, e generalizou. “Os homens não estão sabendo se posicionar no mundo de hoje. Todo homem é machista, eu também, claro. Lógico que não sou machista babaca que pega na bunda da mulher passando”, conclui.

0Shares

NÃO ESQUEÇA DE DEIXAR SEU COMENTÁRIO

É muito importante pra gente saber sua opinião

MAIS DA SOL FM