Tchê! Cuidado para não forçar a barra!

Opinião: Diretora executiva da Trend Marketing, Caroline Brogni.

O Rio Grande do Sul é reconhecido no Brasil e internacionalmente por sua riqueza e diversidade cultural. São tradições muito típicas e que no mês de setembro, acabam sendo amplamente exploradas pelas empresas nas diversas ferramentas de marketing e de comunicação.

Fica evidente, nos canais de TV, Rádio, impressos, meios digitais e no marketing em geral a preferência empresas em apostar muito mais no gaúcho do que em atos que são relacionados a independência do Brasil.

No entanto, o alerta que faço é para que essa oportunidade não se transforme em um erro estratégico. Isso porque são comuns casos de empresas que querendo se aproveitar da data acabam forçando a barra em uma comunicação falsa, cheia de elementos gauchescos, mas sem que haja a mínima proximidade com a cultura local.

Para empresas que não são genuinamente gaúchas, o que propomos é muito mais a ideia de parabenizar e estar presente do que tentar se dizer da terra, não escolhendo os melhores personagens ou linguagem para isso. O interessante para estar próximo do consumidor é aproveitar eventos e espaços, como o Desfile Farroupilha, Expointer e até mesmo a Orla do Guaíba, que passou a integrar os nossos espaços a partir de todo o investimento que lá foi feito. A empresa pode ser uma multinacional, mas ao investir ali num espaço que é do gaúcho, ganhou a identidade com o seu público.

Portanto, não é preciso forçar a comunicação, mas estar presente de alguma maneira em atividades que valorizam o tradicionalismo. Chimarrão, bombacha e churrasco podem estar presentes, é lógico, mas não é apenas isso. É preciso ser um verdadeiro apoiador das causas do estado para que se conquiste a simpatia do gaúcho.

3Shares

NÃO ESQUEÇA DE DEIXAR SEU COMENTÁRIO

É muito importante pra gente saber sua opinião

MAIS DA SOL FM