Tecnologia cada vez mais aliada ao trabalho do médico

Cirurgias menos invasivas e retorno mais rápido do paciente a atividade normal são benefícios da videolaparoscopia

Por ser a causa mais frequente da dor abdominal, a apendicite aguda é tema de debate constante entre médicos da especialidade. As causas para o problema podem estar relacionadas a infecções virais ou bacterianas, lesão traumática no abdômen ou presença de fezes muito secas na região. Segundo o médico cirurgião do aparelho digestivo, Gerson Junqueira, as complicações abdominais representam aproximadamente 10% de todos os casos que chegam às emergências dos hospitais e o uso da tecnologia através de procedimentos com videolaparoscopia tem sido fundamental para diminuição do sofrimento do paciente.
– É uma operação cada vez mais utilizada no tratamento do abdômen agudo em seus diversos tópicos. Trouxe para a medicina uma gama maior de soluções para problemas mais complexos ou até mais simples, menos invasivo para os pacientes e que torna possível o retorno mais rápido dele para suas atividades normais – esclareceu.
Para o diretor de Comunicação da AMRIGS, Juliano Nunes Chibiaque de Lima, além de oferecer ao paciente essa recuperação mais rápida, há um ganho na gama de recursos técnicos que podem ser operados.
– Hoje os médicos dispõem de recursos técnicos importantes que ajudam a ter uma visão mais abrangente e precisa. Por isso, atividades como essa promovida pela AMRIGS são fundamentais qualificando e atualizando o médico, pois são situações que são bastante comuns nas emergências – disse.
O tema foi abordado durante a Caravana AMRIGS que ocorreu na cidade de Venâncio Aires, no final de maio. O evento foi promovido pela AMRIGS em parceria com a Associação Médica de Venâncio Aires (AMVA), o Colégio Brasileiro de Cirurgiões e a Sociedade Gaúcha de Cirurgia Geral.
A Caravana AMRIGS, coordenada pelo médico Bernardo Aguiar, tem como objetivo difundir o conhecimento e promover melhorias na saúde, refletindo também nas condições sociais, políticas, organizacionais e econômicas da sociedade e classe médica. Para agendar uma edição na sua cidade, entre em contato pelo telefone (51) 3014 2007, com Maria da Graça Schneider.

4Shares

NÃO ESQUEÇA DE DEIXAR SEU COMENTÁRIO

É muito importante pra gente saber sua opinião

MAIS DA SOL FM