Vem aí o 2º Festival do Acordeon

Depois do sucesso de 2018, Santo Antônio da Patrulha realiza a segunda edição do Festival do Acordeon, com grandes nomes da música gaúcha. Será na noite de 09 de maio, às 20h30min. O ingresso é 2kg de alimentos não perecíveis.

O evento surgiu no ano passado, por meio de uma parceria entre a prefeitura e o músico patrulhense, Samuca do Acordeon, idealizador do festival. O evento se destacou no estado, por ser atualmente o único festival de acordeon do Rio Grande do Sul.

Samuca conta que a ideia surgiu com o seu desejo de levar ao público, de forma gratuita este tipo de evento que, segundo o músico, “podem inspirar as pessoas seguirem o caminho da arte”, como aconteceu com ele, ou simplesmente apreciar a boa música.

Hoje Samuca é um dos instrumentistas mais premiados da atualidade. Junto ao músico e produtor Pedrinho Figueiredo, ele produziu o espetáculo Sobre Rodas de Choro e Chimarrão. O show circulou por cidades do Rio Grande do Sul e também no Uruguai. Além da parte musical, o projeto lançou um livro contendo a biografia e partituras dos principais compositores de choro do Rio Grande do Sul.

Participou da produção do musical Lupi, uma homenagem a Lupicínio Rodrigues. O evento que contou com o apoio da RBS-TV, teve grande destaque pelos principais teatros do estado.

Neste ano, além de SAMUCA, o festival contará com as participações de RENATO BORGHETTI, um dos artistas brasileiros de mais sólida carreira internacional. Para completar, ele irá trazer para Santo Antônio da Patrulha a apresentação dos alunos e professores do projeto Fábrica de Gaiteiros. O Projeto Fábrica de Gaiteiros foi criado pelo próprio Borgheti para formar alunos de acordeão diatônico, instrumento conhecido popularmente na região sul do Brasil como gaita de oito baixos. A intenção é a fabricação não só para iniciação, mas que possa também se transformar em um instrumento definitivo, além de promover o acesso aos interessados de baixa renda, estimulando a inclusão de jovens talentos na perpetuação da autêntica cultura gaúcha, através da gaita de oito baixos.

O projeto atualmente acontece nos municípios gaúchos de Guaíba, Barra do Ribeiro, Porto Alegre, Tapes, Butiá, São Gabriel e Bagé e Lagoa Vermelha; e em Santa Catarina nas cidades de Lages e Blumenau, com a participação de mais de 500 crianças/adolescentes entre 7 e 15 anos.

Ainda irão abrilhantar o Festival MARYANNE FRANCESCON, Octacampeã Paranaense, Pentacampeã Brasileira de Gaita Ponto e campeã Mundial de Acordeon Diatônico, sendo a primeira brasileira na modalidade; LUCIANO MAIA, músico e produtor, com 20 anos de trajetória, colocando a música regional gaúcha em diálogo com outros ritmos brasileiros e universais e WILLIAN HENGEN, acordeonista de Os Serranos, grupo muito conhecido não só pelos gaúchos. Com quase 50 anos de história, Os Serranos faz shows e bailes por muitos lugares do Brasil, pelos países do Mercosul e com duas turnês de grande sucesso nos USA.

0Shares

NÃO ESQUEÇA DE DEIXAR SEU COMENTÁRIO

É muito importante pra gente saber sua opinião

MAIS DA SOL FM